terça-feira, 6 de outubro de 2009

MILAGRE EUCARISTICO DE MEERSSEN


MEERSSEN

HOLANDA

1222

Na cidadezinha de Meerssen, em 1222 e em 1465, efectuaram-se dois importantes Milagres Eucarísticos. No primeiro Prodígio, durante a Santa Missa, da magna Hóstia Consagrada jorrou Sangue vivo que manchou o corporal.

No segundo Milagre, em 1465, um camponês conseguiu salvar a Relíquia do Milagre, de um incêndio que destroi toda a Igreja. Em seguida a Igreja é reconstruída, e em 1938, o Papa Pio XI elevou-a à categoria de Basílica Menor.

São numerosos os peregrinos que todos os anos se deslocam em peregrinação a Meerssen, para venerar a Relíquia do Milagre.

A antiga capela de Meerssen, graças também as ajudas de Gerberga de Sassonia, mulher do rei de França Luís IV de Outremer, a meio do século X foi ampliada e tornou-se uma importante Igreja. Em 1222, verificou-se um importante Milagre Eucarístico nesta Igreja, que foi reconhecido pelas autoridades eclesiásticas.

Durante a celebração da Missa dominical, o sacerdote consagrou as espécies eucarísticas, e da magna Hóstia começou a correr Sangue vivo que manchou o corporal da Missa.

Em 1465 rebentou um grande incêndio que destrói a Igreja, mas um camponês

consegue salvar a Relíquia da Hóstia ensanguentada que fica perfeitamente intacta. Este episódio é recordado pelos habitantes com o nome de «Milagre do fogo». Não obstante o incêndio, a Igreja foi logo reconstruída, e em 1938, Pio XI elevou-a à categoria de Basílica Menor. Ainda hoje é um dos maiores centros de

peregrinação na Holanda, e a preciosa Relíquia do Prodígio é levada em procissão todos os anos na oitava do Corpo de Deus.

Obs:

As descrições dos Milagres Eucaristicos aqui apresentados foram retirados do site: http://www.therealpresence.org/index.html

Sem comentários: